Radisson RED Campinas, hotel pet friendly em São Paulo

O Radisson RED Campinas aceita pets.

Depois de eu conhecer o RED, realmente não poderia imaginar ele não ser pet friendly. O motivo? A proposta do hotel é ser conceito. Tem um Q de arte no ar e pelas paredes (há diversas obras expostas). Durante o final de semana em que eu e a Ella estivemos hospedadas pude observar que grande parte dos clientes eram jovens, gente mais descolada e um bocado de estrangeiros.

cachorro em cima de banquetas no hotel Radisson Campinas
Ella modelando na chegada

Um hotel que busca ser “diferente” e foge do lugar comum não poderia cometer o erro de não aceitar pets. Certo? Eles permitem pets do porte médio. Faça votos que isso se estenda para grande. Leve a carteira de vacinação do seu cão, pois será o primeiro documento a ser pedido, o que eu apoio.

Antes de chegar no RED, almocei no Paris 6. Cheguei no hotel morrendo de calor (peguei dias bem quentes em Campinas). Entrar no ar condicionado era uma espécie de oitava maravilha do mundo. O check in acontece logo na entrada, na “esquina”. Cheguei a ficar confusa por um momento. E foi aí que a ficha “moderninho e conceito” caiu.

O lobby é bonito, colorido e com o pé direito alto.

Eu e a Ella somos apaixonadas por bons hotéis. Sim, a Ella também é. Ela adora novidades. O bonito me faz bem. Apertamos o décimo quinto andar e ganhamos um quarto com vista para o skyline campineiro. A cidade arborizada me lembrou Porto Alegre (minha Terra). Nosso quarto tinha uma sacadinha e volta e meia, eu dava uma espiada na paisagem.

Mimos

O quarto (que eles chamam de studio) é espaçoso. O 1502 é tem uma salinha junto da cama. O studio suite link é ainda maior. Em cima da cama, havia um trio de chocolates em uma embalagem cool, um cartão com a foto de um cão e no verso vale-drink (tomei uma caipirinha com ele), e outro de boas-vindas escrito a mão. Para os pets, uma cama vermelha e dois comedouros. Também tinha um tapete higiênico. Como a Ella só faz xixi na rua, não foi usado por nós. No banheiro, amenietes AH Alexandre Herchcovitch.

cachorro em cima de cama de hotel com barra de chocolate
O trio de chocolates e a cachorrinha mais fofa do mundo
cachorro deitado na cama de hotel ao lado de cartão
Ellinha plena. Sempre plena!
cachorro deitado em cima da cama ao lado de caminha
Caminha que faz parte do kit pet

Espaço pet friendly

Eu sempre leio as normas pets com um olho aberto e outro fechado. Elas costumam ser duríssimas e como eu tenho uma cachorrinha superobediente sempre tento algumas liberdades com o argumento da Ella ser “britânica”. Neste caso, não foi necessário. Ali dizia: pets na coleira podem frequentar a área comum do hotel. Ótimo, pensei.

O primeiro lugar que frequentamos juntas foi a academia de ginástica. Subi, prendi a guia da Ella em um canto, dei o comando “fica” e fui para a esteira. Cada pessoa nova que entrava, ficava surpresa em vê-la e abria um sorriso. Ia até ela e fazia um carinho. Lindo de ver. Nunca passamos por uma situação de hostilidade.

Neste mesmo dia (ou melhor noite) fomos jantar no Outback. Minha boa experiência em Campinas estendeu-se aos taxistas que peguei. Todos amavam cachorros! No final do jantar, já bem tarde, voltar para casa (hotel) e encontrar aquela cama grande, cheia de travesseiros e bem esticadinha foi mesmo uma maravilha.

No dia seguinte, acordei ávida por sol e com planos concretos de ir à piscina. E foi o que fizemos. Antes tomamos café da manhã na área externa, ao lado do restaurante.

Lounge que tomamos café da manhã no sábado

Mais uma vez, prendi a guia da Ella no pé da poltrona, dei o comendo FICA e fui me servir. Fiz duas viagens para pegar tudo o que eu queria, sentei no sofazinho e comi tranquilamente. Destaque para o wafle: macio e saboroso.

Café da manhã servido no estilo buffet

Hora de ir para o sol. Subimos os degraus do deque, elegemos uma espreguiçadeira, colocamos nossas coisas ali, ajeitei a Ella no colchonete dela e mergulhei na piscina. Nós duas tomamos sol. Sim, a Ellinha adora um banho de sol. Perto do meio-dia, mesmo na sombra, percebi que havia ficado muito quente para a sharpeizinha. Subi para nosso apartamento, a deixei no ar condicionado e voltei para mais meia horinha de sol e piscina. Importante entendermos o limite dos nossos pets.

Ella no deck da piscina

Durante o período que a Ella esteve na piscina comigo, várias pessoas chegaram, passaram por ela e fizeram um carinho (cachorros são hipnotizantes, não é mesmo?). Ella no canto dela, sem latir, sem pular, sem incomodar. Seu pet é assim também? Então, ele pode frequentar hotéis urbanos e com outras pessoas. Caso ele precise de espaço para correr e gastar energia, goste de latir e até estranhe outras pessoas, procure pousadas para o perfil dele. Neste blog tem várias.

O almoço no sábado foi no Giovannetti.

De volta ao hotel e seu ar condicionado dos sonhos, tiramos o resto do dia para cochilar! Ah, que delícia. No final de tarde começou a chover. O que eu fiz?  Aproveitei para descansar e curtir o quarto. Pedi um room service, vi uma TV, li duas páginas de um livro e capotei. Aqui vale relatar uma boa experiência com o serviço do RED: o cardápio de room service (acessei pelo App do hotel) é bem limitado. Liguei na recepção e expliquei que estava com um cachorro e chovendo, por isso, não poderia descer para o restaurante. Na mesma hora, eles disseram: estamos enviando um mensageiro com o cardápio do restaurante ROD (que fica dentro do hotel e atende os hóspedes). Em minutos, eu estava olhando as inúmeras opções e escolhendo pela sopa de abóbora. Sopa, que vale acrescentar, estava uma delícia. Pontos para o RED que resolveu o meu problema e me deixou muito feliz.

No dia seguinte, a chuva que caiu a noite toda e seguia molhando, me fez eleger outro local de café da manhã. Fomos para a mesa coletiva que fica ao lado da sala de jogos.

Ella curtindo a área de jogos que também pode ser de reunião

Gostei da versatilidade do hotel de permitir que os hóspedes usem as áreas comuns como bem quiserem. Pensei que por ali também seria gostoso de trabalhar.

A mesa coletiva que foi o lugar escolhido para o café da manhã

Resumindo: o hotel é bonito, confortável, com um time bem treinado e que gosta de cachorros. Foi bom estar aqui e melhor ainda não ter de dar um “jeitinho” para ficar com a Ella. Eu não podia esperar nada menos de um hotel que busca entregar uma proposta mais flexível de hospedagem. Agora só falta liberar a hospedagem para os pets grandões. Com boas experiências, tenho certeza de que este dia logo vai chegar. Valeu, RED. Obrigada por confiar em mim.

Cat friendly – por Cris Assanuma &Karin

Karin e King

“Assim como a Cris não sai sem a Ella, eu não saio sem a Karin. Ao entrar no quarto do RED tive a grata surpresa de encontrar um banheiro sanitário para gatos, granulados higiênico e caminha. O Studio é amplo e bem iluminado, do jeito que a Karin e o King amam. Se o seu pet estiver dentro da bolsa de transporte ou coleira, pode transitar pelas áreas comuns do hotel (menos no restaurante). Vale lembrar que cães e gatos possuem necessidades diferentes, por exemplo: para gatos, janelas e portas devem estar sempre fechadas. Ao sair do quarto, certifique-se de que as janelas estão travadas e pendure um “Não Perturbe” na porta para não correr o risco do seu gato fugir”.  

Bate Bola

Porte permitido: aceita todos os portes e raças. Aceita gatos

Quantidade de pets por quarto: até 2 pets

Valor da diária: a partir de R$ 290,00 com café da manhã

Taxa pet: R$ 94,50 por dia e por pet

Kit pet: caminha, comedouro e tapete higiênico

Serviço: Av. Júlio de Mesquita, 705 – Cambuí, Campinas – SP

Site: radissonred.com/pt-br/campinas/

Avalie

Conte como foi a sua experiência. Seus amigos e outros pet lovers poderão seguir suas dicas!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Estivemos no Red Radisson no domingo(15/12/2019), e fomos bem recebidas por todos os funcionários do Hotel. Chegamos cedo, ficamos esperando um bom tempo no lobby, mas minha filhota ficou bem tranquila deitada nos pufes. Nos Hospedamos no 18 andar, numa suite enorme, com quarto, sala, closet, lavabo, cozinha e banheiro enorme com banheira. Adoramos!! Só não ganhamos os MIMOS(chocolate e vale-drink), não sei se foi por ser domingo e estar aquela loucura de check-out. Seguimos o GUIA PET FRIENDLY e fomos jantar no OUTBACK GALLERIA, também fomos super bem recebidas e os atendentes foram muito atenciosos com minha filhota, tinha até um bebedouro pros dogs, só nessa noite, tinham 3 dogs no Outback. Obrigada Cris e Ella por nos ajudarem a passear juntas!!

    Nome do Pet: Katarina

    Data da Visita: 2019-12-15

    Classificação: 5