Pit Monster

A raça Pit Monster, também conhecida como Brazilian Monster, foi desenvolvida no Brasil por meio de cuidadosos cruzamentos. Sua linhagem é uma combinação de diversos sangues de Pitbull, notadamente Thompson, Canchin, Camelot, Chevy, Red Lion, além de influências de American Bully XL, Extreme e Razor Edge.

Termo Pit

O termo “Pit” frequentemente refere-se a raças como o American Pit Bull Terrier ou o American Staffordshire Terrier. Apesar de sua reputação controversa devido a casos de maus-tratos e má criação, esses cães podem ser leais e carinhosos com treinamento adequado.

Estigma

É crucial destacar que os termos “Pit Bull” ou “Pit Monster” são frequentemente usados de maneira imprecisa, englobando cães de aparência muscular e robusta de várias raças. O estigma associado a esses termos muitas vezes deriva de estereótipos negativos e falta de compreensão sobre o comportamento individual dos cães.

A parte física

O Pitbull Monster se destaca como um cão forte e imponente, semelhante ao Pitbull comum, mas ainda mais robusto. Quanto às especificações físicas, o Pitbull Monster deve apresentar proporções equilibradas, sem excesso de peso ou magreza. Os machos devem ter mais de 50 cm de altura, enquanto as fêmeas, mais de 45 cm. O peso deve ser superior a 45 kg para machos e 40 kg para fêmeas, mantendo a proporção para garantir a saúde do animal.

A pelagem do Pitbull Monster é variada, com a cor principal sendo vermelha, frequentemente com nariz vermelho (red nose), e marcada por manchas brancas, especialmente no peito e patas. Outras cores incluem cinza (azul, blue nose), preto, branco, entre outras.

História

A história do Pitbull Monster remonta aos EUA na década de 1960, quando o veterinário John Bayard Swinford empenhou-se em criar o American Bandogge. Inspirado nos antigos bandogges britânicos, destinados a trabalhos de guarda e luta, o Pitbull Monster surge como uma evolução dessa linhagem de cães versáteis e robustos.

Bate-bola com Cris, mãe do Thuram

Como é ter um pit monster ?
É uma raça muito forte, geralmente pesam entre 40kg a 60 kg e se não tiver pulso firme ele carrega no passeio, mas são muito carinhosos e teimosos também. São dóceis, amam crianças e outros animais.

Pontos fortes?
Você vai poder andar de madrugada na rua, sentir-se segura, pois ninguém vai mexer com você.

Pontos fracos?
Vai arrumar briga com pessoas preconceituosas.

Pretende ter outro?
Sim, uma fêmea para andar de vestido e lacinhos.

Qual conselho você dá para quem quer ter um pit monster?
É preciso ter liderança. Eles precisam de amor, carinho e principalmente disciplina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *