#vaitercachorronapraiasim RIO

O movimento #vaitercachorronapraiasim iniciou em 2017. Quem liderou a “revolução do bem” foi a Adriana, tutora da dálmata Titi @titi_e_amigos . Tudo começou quando o tutor do Cookie foi alvo de comentários agressivos por ter postado uma foto na beira da praia do seu cão. Às vezes, tudo que a gente precisa é ser incomodado para gerar mudança, não é mesmo? É assim que nascem os grandes movimentos. Pois bem, muita água passou embaixo desta ponte, de 2017 para 2020. E, hoje, já há conquistas!

cachorro na praia

Do virtual para o real 

O grupo Focinhos Cariocas “comprou” a indignação da Adriana/Titi e junto dela mobilizou-se. Logo, eles perceberam que deveriam ir além de apenas fazer postagens de protesto e auto defesa. Convidaram veterinários, biólogos, infectologistas, parasitologistas e advogados para entender o que poderia ser feito. E fizeram. O movimento saiu do virtual e foi para o “mundo real” com eventos de conscientização e de limpeza das praias.

Projeto de lei Rio de Janeiro

Em XXX o projeto de lei para liberar faixas de areia para os cachorros nas praias do Rio de Janeiro foi entregue ao vereador Luiz Carlos Ramos Filho, que é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da Câmara de Vereadores. No dia 24 de setembro o pedido deixou de ser um projeto e virou a lei 6.642. A prefeitura ainda não delimitou os trechos permitidos. Assim que soubermos onde podemos ir sem o medo de recebermos uma multa ou sermos discriminados, teremos que manter nossos pets na guia e com a carteira de vacinação em dia.

 

captura de tela do instagram da titi

 

O movimento espalhou-se para outras cidades do país, o que é ótimo. Vamos manter vocês atualizados das conquistas. Afinal, o  #vaitercachorronapraiasim nos representa!