Villa Donna

Se você planeja uma viagem para Monte Verde, saiba que o Villa Donna é pet friendly! O restaurante é uma ótima dica para quem quer comer bem, na companhia do seu amigo peludo. Eu e a Ella adoramos! Então, veja como foi abaixo com todos os detalhes:

Villa Donna é pet friendly

O que é: o restaurante da chef Sônia Kohen, que é cozinheira de mão cheia e adotou Monte Verde como lar depois de rodar o mundo a trabalho. Encantada pelo ar fresco da montanha e com o ritmo de vida mais pacato do vilarejo, jogou âncora neste recanto mineiro e adotou o vira-lata chamado Bob, que é sua grande paixão e companheiro.

Espaço pet friendly: na frente do restaurante há uma espécie de pracinha ao ar livre com mesas, cadeiras e ombrelones que fazem parte da charmosa Galeria Vila Europa. Ele é uma boa opção para quando não chove. Aliás, os almoços ensolarados são uma delícia por lá e devem ser longos. Portanto, acomode seu melhor amigo aos seus pés, estenda um colchonete para ele e coma com calma. Vá acompanhando o movimento da charmosa Monte Verde, afinal, você estará no coração da cidade, pertinho da avenida principal.

cachorro em Monte Verde
Ella curtindo o sol de inverno

Bate Bola

para ir com chuva: não

para ir com todo porte de pet: sim

Endereço: Galeria Europa, Rua Rolinha, 33 loja 6 (esquina com a Avenida Monte Verde, a principal) Telefone: 35 3438.1881 Site: www.villadonna.com.br

Para lambuzar os dedos: qualquer risoto lhe surpreenderá. Ele é servido al dente e saboroso. Além disso, este é um dos principais endereços gastronômicos, eleito diversas vezes como o melhor da cidade.

risoto

Serviço:
O Villa Donna fica aberto de sexta a domingo durante o ano todo. No mês de julho, abre todos os dias.

Coluna publicada na Prazeres da Mesa em 3/7/15

Monte Verde fica no topo das montanhas do sul de Minas, a 2 mil metros de altura. É só cair a temperatura para se tornar um dos destinos mais procurados nos meses de frio. De 4 a 25 de julho, acontece a terceira edição do Festival de Inverno com repertório de música, dança e artes plásticas em forma de shows e workshops.

Se você procura um lugar para comer bem na companhia do seu pet, siga lendo este texto. E, me diga: o que pode acompanhar melhor um prato do que o frio, um cálice de vinho e um cachorro fofo aos pés? Coloque em sua lista de lugares a conhecer este peculiar distrito mineiro: o restaurante Villa Donna.

Em um sábado de sol, em que o termômetro não passou de 12 graus durante o dia e ousou bater dois negativos à noite, fui almoçar no restaurante da Sônia Kohen, o Villa Donna, na Galeria Vila Europa, no centrinho de Monte Verde.

A história

Quem poderia imaginar que a cozinheira de mão cheia, levava a gastronomia como hobby até alguns anos atrás. Bem, a cozinha em sua vida foi um legado. Seu dom é herança genética, de quem teve avó e mãe como inspiração, e despertou aos 10 anos de idade. Mas, antes de se entregar à cozinha de corpo e alma, o mundo deu algumas voltas… Pois veja que interessante: a Sônia foi a primeira mulher no mundo a ser certificada com o diploma de Manutenção Produtiva Total, em uma época em que apenas os homens tinham acesso a ele. O TPM (em inglês) se trata de um método de produtividade criado pelos japoneses. Então, foi com determinação e raça que ela obteve o diploma de número 445.

Um belo dia, cansada de viajar e sentindo falta de ter uma casa para chamar de sua, pois passava grande parte do tempo hospedada em hotéis, foi para Monte Verde com o marido, se apaixonou pelo clima e por lá ficou. Então, mais uma vez, fez história e montou a primeira loja de chocolate do vilarejo e outra de bijuterias feitas com a janira, também conhecida como marfim vegetal e apenas encontrada no Brasil. Para a nossa sorte, finalmente, em 2005, decidiu abrir o bistrô Villa Donna.

Considerado o melhor restaurante de Monte Verde pelo TripAdvisor, faz comida de avó, como Sônia gosta de dizer. Eu discordo. Ela explica que é de uma avó Grimaldi. Assim, tudo faz sentido. A progenitora, perdidamente apaixonada por um camponês, fugiu da Europa para o Brasil e trouxe consigo o requinte da nobreza.

a gastronomia

A paulista que se diz mineira, encontrou em Monte Verde a paz que procurava. Adotou o vira-lata Bob há um ano, que apaixonado por fettuccine, ganha o prato uma vez por semana. Nos demais dias, come ração.

Enquanto a Ella (minha shar pei) tirava uma soneca ao sol do lado da nossa mesa, pude me deliciar com um dos melhores risotos que já provei. Então, depois de olhar o cardápio e quase morrer de indecisão, escolhi o risoto de pinhão com truta, receita do Festival Gastronômico de 2010, que é aclamado pelos comensais. Feito com arroz arbóreo, o prato chegou al dente como deveria e com a cremosidade delicada da manteiga com parmesão.

Continua…

O pinhão, ingrediente local, cortado em pedacinhos estava crocante e dava personalidade ao acepipe. A truta, que vem da região, grelhada, foi servida com cogumelos Paris e alcaparras. Opa, pulei uma parte importantíssima: de entrada é servida a deliciosa bruschetta com tomatinhos confitados e queijo gratinado. E, vamos ao grand finale: o sorvete de queijo minas da Serra da Canastra, que é preparado exclusivamente para a casa,  com calda de goiabada. É perfeito, leve e único. Ufa, que bom que é o Villa Donna é pet friendly!

Portanto, esse é um lugar para voltar inúmeras vezes e, em cada uma delas, provar os demais pratos do cardápio de sotaque italiano com ingredientes locais. Afinal, essa mulher de fibra e gosto apurado faz questão de comprar 90% dos insumos de fornecedores da região, pois quer devolver à terra, que a acolheu tão bem, os frutos que dela colhe.

Na próxima coluna, contarei sobre o senhor Edmundo Garcia Agudo, que faz geleias caseiras e tem uma curiosa história. Acompanhe!


 

Avalie

Conte como foi a sua experiência. Seus amigos e outros pet lovers poderão seguir suas dicas!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *