Ser Pet Friendly

Como Ser Pet Friendly?

Você deve estar perguntando-se: e como ser pet friendly? Um bom pet friendly! Em primeiro lugar, você precisa gostar de pets. Sim! Os pets têm um espaço muito especial no coração de seus tutores. A relação é passional. O amor é a palavra chave.  Então, digamos que você gosta de pets e queira recebê-los no seu estabelecimento. Ótimo! Foi-se o tempo em que os pets ficavam em casa. Hoje em dia, eles fazem parte da programação familiar.  Segundo o IBGE de 2015, há mais animais de estimação nos lares brasileiros do que crianças. Veja o que o Alexandre Rossi fala sobre o assunto.

O que significa o termo pet friendly?

Na tradução literal, pet significa: animal de estimação. E friendly: amigável. Juntando os dois: amigo dos pets. Quando um local se diz pet friendly significa que ele aceita pets no seu estabelecimento. Mas este é apenas o começo…

Kit pet para hotéis e pousadas

Quais os apetrechos recomendáveis:

Vou te ensinar a ser um pet friendly Animal (perdão pelo trocadilho, não resisti). O mais importante é: seu cliente deve sentir-se BEM acolhido.  Há apetrechos que fazem sucesso:

Para restaurantes, bares, padarias, cafés:

1.) Pote de água é básico

  • No caso de potes coletivos: eles devem ser abastecidos com água potável e fresquinha. A água deve ser trocada com frequência. É importante um funcionário conferir se o pote está cheio.
ser pet friendly

Pote de água coletivo da Casa S.

ser pet friendly

O SER faz questão de comunicar “somos pet friendly” e servimos água filtrada.

  • Se você optar por ter potes de água individuais, vale investir em 5 unidades. Assim que o pet chegar, leve-o a mesa. Você ganhará vários pontos logo de saída.

Venha conhecer nosso selo “Somos Pet Friendly”!

2.) Colchonete

Este é um grande diferencial. O colchonete delimita o espaço em que o pet é permitido ficar. Ele fica mais confortável, quentinho nos dias frios e não pega a sujeira do chão.

ser pet friendly

Ella no seu colchonete no Urbe Café. Bem acomodada e sabendo onde é permitido ficar.

Agora se você quiser arrasar MESMO, monte um cantinho pet friendly com caminha e brinquedos.

ser pet friendly

Ella no terraço do La Pasta Gialla com direito a caminha e brinquedos. Espaço criado com os produtos do PetBamboo.

3.) Petiscos ou cardápio para os pets

O petisco representa o mimo. Mesmo que o pet não vá comer é sempre bom ser lembrado. Ter um cardápio especial para os pets também pode ser uma boa opção com comida natural e/ou ração.

ser pet friendly

Ella lambendo o picolé Peppino, feito com ingredientes que não fazem mal aos pets. Exemplo de uma gelateria que preocupou-se em agradar os clientes peludos.

4.) Mosquetões

Mosquetões na parede ou no chão, perto das mesas, servem para amarrar a guia da coleira. Os tutores ficam mais tranquilos por saberem que seus pets estão seguros.

ser pet friendly

Na Parm há mosquetões na parede bem próximos a mesa.

5.) Cata caca

Recolher o número 2 dos pets é algo trivial. Às vezes, esquecemos o saquinho. Nesta hora, poder contar com um cata caca é ótimo. Este pode ser um apetrecho interessante a oferecer ao seu cliente.

6.) Cobertura para sol e chuva

No caso dos espaços ao ar livre é fundamental ter uma cobertura para os dias de chuva ou sol forte. Desta forma, as condições climáticas não limitam a visita dos clientes pets. Invista em ombrelones, toldo ou uma cobertura fixa.

ser pet friendly

O espaço pet do Coco Bambu do JK tem uma cobertura transparente e ombrelones. Bom exemplo de adaptação de uma área externa.

ser pet friendly

O Condessa é outro bom exemplo de restaurante pet friendly. Sua varanda é coberta: perfeito para ir com os cachorros mesmo com chuva.

Confira as regras ditadas pela Vigilância

Vigilância Sanitária


Quando você ver o selo do Guia Pet Friendly em um estabelecimento saiba que nós visitamos este lugar: ele foi provado e aprovado. Pode confiar.

Nos siga por aqui também!

Seu estabelecimento é pet friendly?
Escreve para nós!

Quer ser nosso parceiro?
Confira nosso media kit.